29jan18 Estados Unidos

Um lugar chamado Winter Park

Este post é sobre uma cidadezinha linda muito próxima de Orlando, mas que muita gente nem sabe da sua existência quando programa uma viagem para a Disney. Ela ganhou o meu coração e seu nome é: Winter Park.

Uma casa para chamar de minha…

Já faz um tempo que tento “fugir” dos Estados Unidos nas minhas viagens de férias…

Como assim, menina? Calma que vou explicar rs.

Eu AMO visitar os States, inclusive a melhor viagem que fiz até hoje foi percorrer a costa da Califórnia de carro. É um lugar que tem uma energia muito especial, inexplicável…

Já leu os posts sobre a Califórnia? Pode começar por esse aqui:
Como não amar São Francisco?

Acontece que praticamente todos os meus últimos anos de férias, desde 2011, eu fiz uma viagem para a terrinha do Tio Sam, e justamente por isso sinto falta de conhecer novos cantos, além de já ter até repetido muitas cidades.

Ok, também é bom voltar para um lugar que a gente curtiu muito, e uma viagem nunca é igual à outra. Mas esse mundão é grande, né, e até que provem o contrário, só tenho uma vida para ir a todos os lugares que eu quero conhecer (hiperventilando em 3, 2…). Quero garantir nessa vida aqui. 😉

Só que como Freud explica e final de novembro do ano passado surgiu a oportunidade de passar 8 dias em Orlando novamente, lá estava eu, again! Foi minha quinta vez na cidade. Meus amigos mais próximos diriam: “Mas Disney, de novo?!?!!!” e o que eu posso fazer, né, gente? Disney é amor. Saca só:

Quem nunca? kkk

Tá, mas o post é sobre Winter Park e você está falando sobre Orlando? Sim. É que além de Winter Park ficar a mais ou menos meia horinha de lá, existe um motivo muito maior para eu amar esse lugar. Vou cometer um sincericídio aqui nas próximas linhas.

Antes disso, vamos começar a viajar por Winter Park.

Existe uma coisa que começou a me incomodar muito em Orlando, não sei se pelo fato de eu ter mudado muito internamente nos últimos anos, ou criado uma consciência maior com relação a gastos desnecessários e ao que realmente importa na vida, não sei…

Não sou contra consumo, óbvio que gosto de fazer umas comprinhas. Mas vamos falar sério. Chega uma hora que vai dando uma certa aflição, porque o apelo por consumo exagerado lá é MUITO grande!

É Super Target, é Wallmart, é CVS, é shopping, é outlet, é American Eagle, Victoria Secrets, Best Buy, Bed Bath & Beyond, Kate Spade, Macy´s, consuma, consuma, consuma! E na décima vez que você se vê passando o seu cartão ou tirando dólares da carteira para consumir produtos, dá um vazio existencial, entende? 

Então, Winter Park é como um sopro de sanidade mental em meio a todo esse apelo. Sério. 

Eu me imagino fazendo cooper aqui, como nos seriados. Eu me imagino até deitada no chão hahaha.

É uma delícia passear em Orlando, se presentear um pouco, comer no Cheesecake Factory, visitar os parques, e é mais delícia ainda conjugar a viagem com Winter Park. 😉

Mas o que fazer em Winter Park?

Em primeiro lugar, respirar.

Não é porque ando meio bicho grilo não, mas Winter park é uma cidade perfeita para desacelerar.

Pacata, linda, com casas que deixam a gente um pouco deprimidos rs, restaurantes com mesinhas na calçada e cachorrinhos passeando por todos os lados com seus donos, inclusive nos restaurantes.

Passear em Winter Park é delicioso porque você vai sentar numa dessas mesinhas, pedir um vinho ou um café e sentir o ar dessa cidadezinha tão diferente da nossa realidade (pelo menos da minha). É quase uma meditação em forma de cidade.

A impressão que dá é que ninguém lá tem compromissos com horários apertados, ninguém nunca viu um rivotril na vida, e ouso dizer que o dia lá tem mais de 24 horas, sério haha. Ninguém me convence do contrário. ;P

E seria um desperdício você perder a oportunidade de ver o tempo parar e não conhecer Winter Park numa viagem a Orlando!

Esqueci minha motoca na porta de casa.

Ela é um pedacinho da Califórnia pertinho da terra do Mickey. Realmente as ruas lembram muito a Califo, inclusive a odisseia dos horários de estacionamento nas ruas.

Alguns lugares dos Estados Unidos possuem horários muito reduzidos que você pode estacionar o seu carro, e volta e meia ocorrem situações inusitadas por conta disso. 😉

Mas voltando a Winter Park…

Conseguimos passear por Winter Park no nosso último dia de viagem a Orlando. Digo “conseguimos” pois a gente tentou ir antes, mas essa foi uma viagem bem corrida. Na próxima, quero fazer diferente. Sim, na próxima. Freud explica, lembra? Hehe.

Fizemos check out no hotel de Orlando e fomos com nossas malas no carro em direção a Winter Park. Nosso voo era bem tarde e daria para aproveitar bastante ainda. 

Colocamos como destino no gps do carro um restaurante chamado Ravenous Pig, pois eu havia lido excelentes comentários sobre ele. Mas, chegando lá, percebemos que ele fica um pouco afastado da ruazinha principal, a Park Avenue, e estávamos ansiosos para andar novamente por essa rua.

Então decidimos estacionar na frente da Starbucks na própria Park Avenue e assim começamos nossa caminhada. Já no início da Park Avenue há vários restaurantes com mesinhas na calçada, e andamos até certa parte para decidir onde seria nosso almoço.

winter park

Lembra MUITO Santa Bárbara, na Califórnia.

Fomos assim, pela intuição. Eu recomendo a você fazer o mesmo (pode até dar uma olhadinha na classificação do lugar pelo trip advisor antes de entrar).

Escolhemos dessa vez o Blu, que não nos decepcionou. A maioria dos pratos tem frutos do mar que eu não gosto, mas pedi um hamburguer muito bom! O Felipe pediu uma massa com frutos do mar que, segundo ele, foi a melhor refeição disparada da viagem! 

O atendimento também foi gracinha, então eu recomendo o lugar. Serviram água com pepino para a gente, e apesar de eu não curtir pepino… É muito amor um restaurante oferecer água com pepino, né, zenti? 🙂

Pedi um vinho branco e fiquei ali por um bom tempo, sentindo a paz de Winter Park. Alguém até se animou e resolveu pesquisar preços de casas por ali! Prefiro não comentar essa parte… Tão caro que nem vendendo o rim hehe.

Falando em vinho, para os amantes da bebida, em Winter Park você pode fazer uma degustação de vinhos no The Wine Room. 

O esquema parece ser bem legal, é o seguinte:

  • Você compra um cartão de degustação de vinhos e ele funciona como um cartão de débito, que você carrega com o valor que quiser. Esse cartão só pode ser utilizado nas máquinas de degustação de vinhos espalhadas por todo estabelecimento. São mais de 156 amostras de vinho.
  • Daí você escolhe o vinho que quer provar, insere o cartão e seu saldo aparece numa tela. Coloca o vinho na taça de degustação através dessa máquina e o saldo remanescente é mostrado na mesma tela. Bem legal, né? Fiquei com essa pendência na cidade.

Seguimos passeando pela Park Avenue, entrando nas galerias e descobrindo cantinhos escondidos. Eu recomendo a você andar sem rumo pela cidade. E tem também passeio de barco para quem quiser.

Fomos até um campo de golf onde vimos pessoas que não parecem ter uma vida difícil e continuamos a caminhada até começar a ver as casas… As casas de Winter Park são um capítulo à parte.

Essa parecia um castelinho. #xoranu

Num determinado momento, achamos que já era masoquismo demais olhar tanta casa linda e resolvemos voltar para a parte dos restaurantes e cafés. Um café para acordar do sonho, por favor. 

Eu já decidi que, numa próxima viagem a Orlando, vou colocar no roteiro 2 ou 3 dias em Winter Park porque eu amo essa vibe mais calma. Mas nada impede que você vá passar apenas uma tarde lá se achar que vai morrer de tédio. 

Para quem quer se hospedar, as opções de hotéis são poucas, Park Plaza HotelThe Alfond Inn. O Alfond parece ser mais confortável, mas o Park Plaza tem a localização bem em frente aos restaurantes. É só escolher.

Fiz um mapa com as “atrações principais” de Winter Park: 

Um pouquinho mais de Winter Park antes de pegar nosso voo:

 A viagem só acaba quando termina, né?

😉

postado com por

4 comentários

veja também esses posts relacionados:

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário

4 Comentários

  • Thaís Thomazini
    06 fev 2018

    Nossa, que lugar lindo de viver!!! :O
    O que são essas casas?! Cada uma mais linda que a outra… lindas demais!
    As ruas limpas e sem buracos… um sonho!
    Dá essa impressão mesmo, que as pessoas devem viver sem compromisso, sem hora marcada pra nada!

    As fotos ficaram muito boas, parabéns! 🙂 As casinhas lembram os filmes e séries, né? Tudo muito perfeitinho… muito legal! Dá uma sensação de paz e segurança… amei!
    Bom, já está anotadíssimo, muito obrigada pela dica!
    Ótimo post!
    Beijinhos!!

    • Flávia March
      06 fev 2018

      Casinhas de sonho mesmo! Quer dizer, casinhas não, né, mansões! rs
      Realmente parece cenário de seriado. Uma paz…
      Eu tinha muitas fotos, foi difícil escolher. Algumas dessas são do Felipe, provavelmente as mais bonitas hahaha.
      Quando for a Orlando novamente, já sabe, né? Sua cara esse lugar!
      beijocas!!

  • Paulo
    29 jan 2018

    Flavinha, mais um lindo post, banhado por muita sensibilidade. Vc, na minha leitura, captou tudo que sinto em minhas vgs aos EUA.
    Em 1979 ou 80, fiz uma música chamada PILEQUE EM NY. Nela sintetizo quase tudo que vc comenta …. ir a NY e se lixar para Empire Estate, Estátua da Liberdade, museus, compras, Broadway, etc. Apenas sentar numa mesa de calçada no Village, com uma taça de vinho na mesa, e contemplar, sim, contemplar o ambiente … pessoas passando, suas roupas, os cachorros, os automóveis, o rosto das pessoas, o dia a dia de um bairro novaiorquino.
    Em Orlando, em nossa última visita, fizemos uma incursão no bairro Celebration …. um sonho, parecido com Winter Park.

    Em resumo …. coo deve ser viver ali ? O PARAÍSO existe …. #simplesassim

    Bjs … te amamos !

    • Flávia March
      30 jan 2018

      Eu tb tenho esse jeito de viajar… Não costumo ligar muito para pontos turísticos. A não ser que aquilo realmente me atraia.
      Achei muito legal quando vc falou “ver o rosto das pessoas”, é bem isso, perceber nas nuances como é a vida no local.
      Quero ver essa música!!
      Vc curtiu o post e eu mais ainda o seu comentário!!! Cheio de sensibilidade tb!
      Um dia terei um post seu aqui! 💞
      Na próxima ida vou incluir Celebration. ☺️

      💖💖💖💖💖