Os melhores restaurantes de Bariloche

Quem me conhece bem sabe que gastronomia é sempre uma prioridade nas minhas viagens, principalmente se vou a um lugar frio, que por si só já pede uma cafeteria, um lugar aconchegante para beber vinho e degustar um prato com mais calorias amor. 

Eu gosto de conhecer uma cidade explorando o que ela tem de melhor nesse quesito, não necessariamente provar pratos típicos (até gosto dentro das minhas limitações), mas a minha onda é encontrar lugares que agreguem uma comida bem feita em um ambiente acolhedor.

Acho que isso faz parte da graça das minhas viagens, então nem adianta me sugerir comer “qualquer coisa” porque eu já fico mal humorada. O mesmo acontece quando estou com fome e alguém fala assim “come uma frutinha” haha dá até raiva!

melhores restaurantes de Bariloche
Il Gabbiano – Bariloche.

Então eu sempre separo bons restaurantes para conhecer, nem que pra isso eu tenha que jantar batatinha lays no quarto no dia seguinte. Acho digno também porque adoro batatinha lays, e na vida a gente precisa fazer compensações, né? Se o quarto tiver hidro e uma vista bonita então, dá para compensar perfeitamente! 😛

Claro que em Bariloche não poderia ser diferente e eu fiz uma pesquisa dos restaurantes no trip antes de ir. Não consegui conhecer todos os que eu queria, mas descobri que os melhores ficam um pouco mais afastados do centro. Ao mesmo tempo, são mais sofisticados, e consequentemente um pouco mais caros, mas nada que seja absurdo. Vale muito a pena!

Dito isso, aqui vai a minha listinha dos melhores restaurantes de Bariloche que tive o prazer de conhecer, não necessariamente nessa ordem.

Il Gabbiano

melhores restaurantes de Bariloche

Gente, que restaurante é esse… Eu não costumo dizer “tem que” ir a tal lugar assim no imperativo, porque as pessoas são muito diferentes e tenho até uma certa implicância com quem fala assim. Mas sério, não deixe de ir a esse lugar! kkk 

Pra começar, o Il Gabbiano é lindo. Ele é todo segmentado, e cada parte tem uma decoração diferente, com iluminação intimista que deixa o ambiente perfeito para beber um vinho. Muito mais bonito pessoalmente do que nas fotos. 

Chegamos ao restaurante numa noite chuvosa e nosso hotel já havia feito a reserva pra gente. Separaram uma mesa com um lustre de cristais em cima e eu tenho uma certa fixação por lustres, então já estava encantada e a comida podia até ser ruim. Mentira, podia não rs.

melhores restaurantes de Bariloche
Il Gabbiano.

Mal a gente chegou e o garçom já veio trazer o menu de uma forma bem original, um quadro de giz que ele apoiou numa cadeira ao nosso lado. Acho que os pratos devem mudar de acordo com os ingredientes mais frescos do dia ou da semana, ou então é apenas uma forma curiosa de mostrar o cardápio. 

Uma coisa bem comum nos restaurantes de Bariloche é te oferecerem uma espécie de entrada da entrada. Digo isso porque eles sempre esperam você pedir a entrada para então colocar outras comidinhas na sua mesa. Você acaba comendo a pré entrada, a entrada, o prato principal e Deus lhe ajude a provar a sobremesa!

Escolhemos um presunto de parma e nos trouxeram também bruschettas, pães quentinhos, chips de batata doce (vários restaurantes servem refeições utilizando batata doce), palitinhos para comer com pastinha, mas o que mais amei foi um pão meio biscoito amanteigado que estava sur-re-al.

Pedimos um azeite para acompanhar os quitutes e veio um azeite da casa, de fabricação própria. Foi aí que eu entendi pela primeira vez o motivo de existir degustação de azeites nessa vida.

Sempre que ouvia falar dessas degustações, pensava não ter um paladar capaz de perceber tanta diferença entre um azeite x ou y, pelo menos não que merecesse uma degustação. Mas eu estava errada. Foi o melhor azeite que eu já provei na vida, até a comida que eu faço ficaria boa com esse azeite! Tô brincando… Mesmo porque brigadeiro não leva azeite. 😛

O forte do Il  Gabbiano são as massas, então escolhemos como prato principal um spagheti a carbonara. Tinha algum tempero diferente nele que não consegui identificar e ele não era tão cremoso, mas estava muito bom, bem al dente. 

Agora, muita atenção para esse momento! Eu nunca tinha visto isso, mas assim que acabamos de jantar, o garçom me veio com uma pá de pra-ta e uma espécie de rodinho também de pra-ta limpar os farelos que haviam ficado em cima da mesa! Gente… Sério… Eu achei um amor isso hahaha. Queria muito ter filmado!

Mesa limpinha e renovada, foi a hora de pedir a sobremesa. Confesso que já estava satisfeita, mas não ia perder a oportunidade de provar uma sobremesa de lá. Pedimos brownie com sorvete de laranja e mousse. 

melhores restaurantes de Bariloche

melhores restaurantes de Bariloche
Se não for pra comer sobremesa ornamentada eu nem peço! hahah

Uma pausa para comentar do banheiro que tinha até castiçal com vela decorando e era extremamente cheiroso! Vou ficar devendo essa foto. E também da escada que dá para uma adega rústica que eles possuem no local. Vou ter que voltar.

Então, diante de toda a lindeza do lugar e da qualidade da comida, do azeite e, principalmente, da pazinha de prata, a minha nota é 10! 😀

La Masia

melhores restaurantes de Bariloche
Neve, sua linda.

O La Masia parece uma casa, mais especificamente a sala de uma casa, ele é pequeno e tem poucas mesas. O serviço é acolhedor desde a chegada, tínhamos feito a reserva pela recepção do nosso hotel e senti como se estivessem nos esperando mesmo. 

Chegamos ao restaurante numa noite bem fria e gostosa, fazia 0 graus e saía aquela fumacinha da boca que tanto eu amo. Aliás, eu gostaria de saber se você também fica “fazendo” essa fumacinha quando percebe que ela está saindo pela boca. Ou se sou só eu. #shameonme

Mal entrei e já fiquei admirando a decoração do restaurante. Me perdi em cada detalhe fofo como os móveis, o quadro na parede feito com a utilização de uma janela, o lustre, a cortina que dava acesso ao banheiro… 

Sair para jantar num lugar assim me enche de inspiração e fico com vontade de fazer várias mudanças na minha casa. Outro dia li uma coisa que me identifiquei, a pessoa falando que adquire peças de decoração não por marca ou assinatura de designer, mas pelo prazer visual que elas proporcionam. 🙂

melhores restaurantes de Bariloche
La Masia.
melhores restaurantes de Bariloche
Adorei a janela que virou quadro.

Pedi um vinho e de entrada uma bresaola que eu nunca havia comido, mas achei o gosto bem peculiar. Tentei olhar no google para saber o significado do prato já que a casa tem wifi, mas a atendente conseguiu me explicar de forma que eu entendesse (pero no mucho rs): um carpaccio de carne que lembra de leve um presunto de parma. 

  • Aliás, uma coisa que eu percebi em Bariloche foi que lá os argentinos se esforçam bastante para que você entenda o que eles estão falando. Falam devagar, quase um portunhol, bem diferente do que eu vivenciei em Buenos Aires. 

Foi no La Masia que eu comi certamente o melhor prato de massa de toda viagem. Pedimos tagliatelle com crema (que crema!), portobellos e panceta (mas pedi para tirar os cogumelos porque não sou muito fã) a 250 pesos e um filet com batatinha a 340 pesos. Quando meu prato chegou veio um cheiro tão maravilhoso que não tinha como o sabor ser ruim!

la masia
Pena que foto não tem cheiro.
la masia
De cortar com a colher.

A música do restaurante também achei uma delícia, ouvi até Maria Rita, nem sou muito fã mas adoro quando estou em outro país e escuto música em português nos restaurantes. 

É claro que eu preciso fazer um comentário sobre o banheiro, porque eu sempre acho que se o banheiro de um restaurante é charmoso que dirá os outros espaços. As toalhinhas de papel eram estampadas e carinhosamente arrumadas num pratinho lindo, dava até pena de enxugar a mão. Preciso começar a levar celular para os banheiros hehe.

De sobremesa pedimos delícia de chocolate com calda de laranja e creme brùleé que foi o melhor que a gente já provou até hoje. Pena que não maçaricavam o creme na mesa pois aí seria perfeito (aquele cheiro de açúcar queimando hummm). Também pedimos un cafezito.

melhores restaurantes de Bariloche

la masia
Close porque eu achei muito lindinha.

A casa oferece como cortesia um licor, que eu acabei aceitando depois de passar vergonha ao não entender a pergunta “gostaria de provar um licor de limão cielo”. A minha resposta foi: “Sim, vou pagar com visa.” Sim, meu espanhol é muito ruim haha…

😀

El Patacon

melhores restaurantes de Bariloche

O El Patacon fica localizado bem ao lado do Nido Del Condor, o primeiro hotel que nos hospedamos em Bariloche, em frente ao lago Nahuel Huapi. Apesar de ficar em frente ao lago, à noite não faz muita diferença porque você não consegue enxergar a vista. 

Achei que seria uma excelente opção para o primeiro jantar na cidade, já que chegaríamos à noite sem conhecer direito as ruas e lá dava para ir a pé. Ele realmente é muito bonito por dentro e comemos lá a melhor carne de toda viagem.

Se você não é tão fã de carnes e preço costuma ser algo que pesa muito nas suas avaliações, talvez o El Patacon não seja sua melhor opção. Muita gente reclama dos preços e sim, ele realmente é um restaurante caro.

Um prato custa em torno de 400 pesos e em alguns lugares você vai pagar isso numa conta inteira. Mas é sempre uma questão relativa, porque eu não voltaria num dos restaurantes que paguei isso na conta inteira… rs.

melhores restaurantes de Bariloche
Excelente opção para nossa primeira noite em Bariloche.

O estilo do El Patacon é bem rústico, típico de vários restaurantes de Bariloche que tem como especialidade carnes (outro parecido é o Rincon Patagonico). Ele tem uma boutique de roupas na lateral que dá acesso a uma área muito legal que parece um lounge, mas essa área estava vazia no dia que fomos.

A música ambiente era ótima, tocava clássicos do rock como “Loosing my Religion” numa pegada eletrônica, por isso achei um ambiente descontraído e jovial. Você chama o garçom apertando um aparelhinho o que deve ser ótimo em dias de grande movimento.

O que fez o restaurante ganhar mais pontos comigo foi o fato de eu ter pedido minha carne bem passada e ter vindo muito macia e bem passada (ô Glória quando isso acontece hehe). Mas amei mesmo foi a provoleta da entrada! Nossa, que delícia…

Sensacional.

Super aprovado nosso jantar de “boas vindas” e não sei se foi o vinho bom, a felicidade em ver a neve ou o fato de ser nosso primeiro dia de viagem, mas o El Patacon entrou para a lista dos melhores restaurantes de Bariloche. 

La Casita

melhores restaurantes de Bariloche

O La Casita é uma excelente opção pelo centro da cidade. Eu vou ser bem sincera, achei muita diferença entre a qualidade dos restaurantes do centro e a dos que ficam pela Avenida Bustillo, mas esse lugar me conquistou de verdade. 

É um restaurante simples, com atendimento fofo e decoração tipo casinha mesmo. Você entra por um hall de hotel e ao lado fica o restaurante. Um amor.

Assim que falamos as primeiras palavras com a atendente, ela percebeu que éramos brasileiros e foi pegar o cardápio em português. Alguns restaurantes lá possuem essa opção de cardápio, daí você já percebe como tem brasileiro visitando a cidade, que é até chamada por alguns de “Brasiloche”.

Não curti muito a sopa deles, mas o cardápio é muito variado e as massas e carnes são muito boas (as massas têm um sabor menos gourmet, ok?). Também tem opção de fondue que acho que “casa” muito bem com o lugar. Um vinhozinho e fondue, que tal? 😉

melhores restaurantes de Bariloche
A cebolinha caramelizada… Hummm… E sorvete de doce de leite argentino.

Eu realmente achei o lugar uma graça, não sei se foi pelo fato de ser a última noite da viagem e estava cansada, mas eu relaxei muito lá. Esqueci por um tempo até que estava em outro país e não tive a menor vontade de pegar o meu celular.

Um ambiente sem fricote e charmoso, música deliciosa de ouvir, certamente voltaria no la Casita! Vale a pena olhar mais fotos nesse link.

Mapinha dos meus 4 restaurantes preferidos

  • Fique sempre atento ao horário de funcionamento dos restaurantes e lembre-se que o ideal é fazer reserva.

Também conheci outros restaurantes bons como Stag (lindo – principalmente as louças – e atendimento top), Família Weiss (ótima opção para almoço no centro e com vista para o lago), almocei no Llao Llao (recomendo o chá da tarde porque o lugar é lindo), tomei café nas lojas de chocolate Mamuschka e Rapanui, mas esses 4 do post realmente foram os meus preferidos.

Gostaria de ter ido ao Butterfly, La Salamandra Pulperia, Cassis, Pastas de Gabriel, mas precisaria de mais dias. Ficou a pendência.

Se quiser saber mais detalhes dos restaurantes é só me perguntar aqui nos comentários e se você foi a algum desses que eu não fui me conta a sua experiência! Vou adorar saber!

No próximo post, falarei sobre os passeios aos cerros e o famoso circuito chico. Até lá!

SalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*